Institucional

Quem Somos

Província Nossa Senhora da Piedade
Louvor à Mãe da Piedade

Do alto da montanha de pedra teu olhar amoroso visita nossas fraternidades aquecendo os corações dos que acolheram o convite e aqui chegaram para aprender de tua maternidade a construção da nova morada de suas utopias. .. Fortalecei nosso vigor de caminhantes com a suavidade de tua constante presença para que o amanhecer de nossas esperanças nos encontre ao lado dos pobres e dos menores partilhando com eles o pão e os sonhos. Inspirai-nos a memória do coração para sermos entre todos profecia e gestos de tua magnificat!

Os Capuchinhos em Minas Gerais

Os primeiros registros sobre a presença de frades capuchinhos nas terras de Minas Gerais datam de 1740. Nesse período, muitos capuchinhos, ambulantes, vindos principalmente da Itália se empenharam na evangelização dos sertões mineiros.
Nossos trabalhos, até então, eram dedicados principalmente aos serviços sacramentais, educacionais e na área da saúde. Os Capuchinhos foram os responsáveis por cuidar de leprosários, hospitais, creches além de construir diversos conventos, capelas e seminários. Naquela época estes serviços eram os mais urgentes na realidade mineira.
Foi apenas no início do século XX que os frades missionários começaram a consolidar a missão, instalando-se definitivamente em Minas. Em 1936 foi aberta a primeira casa dos Franciscanos Capuchinhos em Minas Gerais. Desde então a presença dos Capuchinhos foi se tornando mais intensa nessas terras.

O Instituto Social Frei Gabriel

A missão, os trabalhos pastorais e sociais fazem parte de nosso carisma e espiritualidade. Nossa ação missionária e obras sociais transformaram a realidade carente de muitas cidades. Para uma melhor organização estrutural e maior dedicação a essa causa da promoção humana fundamos o Instituto Social Frei Gabriel.

Realizamos trabalhos de formação e promoção humana com o povo que nos rodeia desde 1939. Em 2008 esses trabalhos foram incorporados no Instituto Social Frei Gabriel. E depois de tantas mudanças sociais nos vimos no dever de revisar nossos trabalhos e projetos. Nossa motivação parte de uma tentativa de resposta para a complexidade do mundo contemporâneo. Para tanto foi criado o Espaço Frater.

Espaço Frater

O Espaço Frater é um ambiente físico e virtual onde possibilitamos a criação de uma rede de troca de experiências no processo de ensino-aprendizagem. A prática cultural é a base de encontro de todas as atividades que são exercidas como por exemplo o teatro, a dança, a música, cursos online e aulas presenciais de franciscanismo e teologia pastoral; práticas esportivas, auxílio a pessoas carentes e o que mais for necessário de acordo com a realidade onde o projeto é desenvolvido.

O Espaço Frater não tem fins lucrativos, dependendo assim do trabalho voluntário de seus colaboradores. Nossa intenção é a promoção de uma educação cultural gratuita; promoção de assistência social; promoção do voluntariado colaborando na ampliação de uma cultura não excludente.

FRaternidade
Artes
Tecnologia
Espiritualidade
Religiosidade

Saiba um pouco do Frade que deu nome ao Instituto Social

Frei Gabriel de Frazzanó

Frei Gabriel da Frazzanó
O incansável fundador das obras sociais de Frutal

Filho de Salvatore Machi e Maria Papa, nasceu a 27 de fevereiro de 1907. Foi batizado com o nome de Antônio Machi, que mudou para Gabriel de Frazzanó, ao iniciar o noviciado na Ordem Franciscana, em 8 de dezembro de 1923. Fez a primeira profissão a 9 de dezembro de 1924 e a profissão perpétua no dia 07 de junho de 1928. Não era clérigo, foi um grande capuchinho não só na estatura física, mas sobretudo na estatura moral, espiritual e em todos os aspectos de sua benéfica vida. Vindo para Minas Gerais em 1936, logo que aqui chegou, foi destinado à fraternidade de Carmo do Paranaíba, onde construiu a igreja dedicada a São Francisco de Assis.
Passou algum tempo em Uberaba, onde desenvolveu um grande trabalho em prol da construção das igrejas de Santa Terezinha e de São Judas Tadeu.
Em Belo Horizonte, deixou também sua marca na construção da igreja matriz de Nossa Senhora do Rosário de Pompeia. Frei Gabriel chegou finalmente em Frutal em 1957, terra que nunca mais deixou e que foi o campo fértil de seus trabalhos de missionário. Destaque-se ali sua preciosa colaboração na construção da majestosa igreja matriz de Nossa Senhora do Carmo, inclusive com seu trabalho braçal. Mas suas atividades específicas em Frutal foram: a construção do Asilo Pio XII, da capela e da residência das Irmãs, da Santa Casa, da Casa da Criança, bem como da igreja de Nossa Senhora Aparecida.
De 1971 a 1973 empreendeu uma série de ampliações em suas obras: necrotério na Santa Casa; barracão para depósito de arroz no Asilo Pio XII; aumento de salas na Casa da Criança. Em 1973, 37 anos após sua partida da terra natal, ele vai pela última vez à Itália, voltando ao Brasil logo em seguida, já com o estado de saúde se agravando. Internado no Hospital São Francisco, faleceu a 17 de abril de 1973. Está sepultado em Frutal.
A Província dos Frades Menores Capuchinhos de Minas Gerais reconhece com gratidão todos os trabalhos exercidos pelo frei Gabriel de Frazzanó para o bem de todo o povo e da Igreja. Ao fundar o Instituto Social para melhor organização e trabalho em nossa Província, dentre tantos frades, o nome de frei Gabriel seria o que daria mais sentido ao projeto social devido a sua garra, persistência, dedicação e inteireza na promoção humana. Sendo assim o instituto recebeu o nome desse frade que tanto se doou aos mais pequeninos de nossa sociedade.
O Instituto Social Frei Gabriel é um sinal da dedicação de todos os Franciscanos Capuchinhos de Minas Gerais em trabalhar em prol de uma sociedade mais justa, fraterna e humana.

 

Referências: 
Texto adaptado do original de
SANTIAGO, Thiago Frei. Os capuchinhos em Minas Gerais: subsídios para a história. Belo Horizonte: editora Santa Edwiges, 1997.

X